quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Se eu não tiver um projeto que ia de vento em popa parado, então não sou eu. Mas eu prometo, antes que ela faça 15, entrego a Moranguinho da minha filhinha.

2 comentários:

Velazquez disse...

Me diverti lendo esse post, porque me identifiquei muito com você. Eu também começo e, às vezes, não termino.
Antes me chamavam de diletante, mas esse vocabulário tendencioso eu não quero mais na minha vida.
Agora, costumo dizer que se eu não estiver interessada em terminar é porque cansei, não era o momento e coisas desse gênero, porque afinal de contas, a gente tem que estar interessada e focada no trabalho, senão não dá certo mesmo. Você não está na fase moranguinho, não é?
Então é isso aí...sem culpa, um dia você fala pra sua filha: "este é o presente que eu prometi pra você, quando você ainda era pequena."
Acho que até vou fazer um post com esse assunto...hehehe
Eu acabei de dar um presente que era para o quarto do meu filho, para o meu futuro neto, que vai nascer em abril de 2011.

graziela disse...

Vou levar isso que tu disse comigo! Adeus, culpa!